sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

P59 - Feliz Natal (João Gouveia, ex-1.º Cabo At Art da CART 2732)

Espectáculo de fogo-de-artifício da Madeira
Com a devida vénia a Fugas.Viagens


Mensagem do nosso camarada de armas João Gouveia  (ex-1.º Cabo da 2.ª Secção do 3.º Pelotão da nossa CART 2732) com data de hoje, 21 de Dezembro de 2018:

Abordar o Natal num cenário de guerra é um tanto pictórico do nosso imaginário. Natal há sempre como sempre há o nascimento de Jesus e a ressurreição de Cristo, está na raiz da nossa cultura, com mais de dois mil anos. Mas o Natal na guerra é como um ausente-presente.

Em Mansabá não me recordo de ter visto alusões ao Natal, salvo um pequeno símbolo alusivo à quadra feito pelo Samuel (já falecido) no bunker, “ abrigo da bola”. Sem imagens de “santos”, sem velas nem orações.

O Natal na Guiné (dois natais, 1970 e 1971) fazia aumentar a tensão da guerra. Ou seja, havia a sensação que o inimigo muçulmano atacasse na época festiva dos cristãos, que eram as tropas portuguesas, crentes ou agnósticas. De um lado católicos, do outro lado muçulmanos. Até que ponto a religião influenciava a guerra na Guiné, não sabemos, mas sabemos que não dava tréguas, pelo contrário.

Foi há quase meio século! O que lá se passou… só quem lá esteve sabe e guarda na sua inapagável memória. A distância num tempo que nos faz viver um passado-presente.

Um Santo Natal para todos, extensivo aos familiares, e que a saúde e a felicidade os acompanhem em todos os momentos.

Abraço, de Lisboa para todos os colegas (não simpatizo com o vocábulo camarada) da CART 2732.
Aos que tiverem oportunidade, não deixem de saborear o bolo de mel, os licores caseiros e a inimitável poncha com aguardente de cana sacarina.
O fogo-de-artifício (o melhor do mundo na passagem de ano, segundo o Guinness) pode ser visto no canal 188 da Nós ou Meo, à meia-noite do dia 31 de Dezembro.

Boas Festas, Feliz Ano Novo.
____________

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

P58 - Natal, guerra e mortes (João Gouveia, ex-1.º Cabo Atirador da CART 2732)

Mensagem do nosso camarada João Gouveia  (ex-1.º Cabo da 2.ª Secção do 3.º Pelotão da nossa CART 2732) com data de hoje, 10 de Dezembro de 2018:

Boa tarde,
Um breve texto sobre uma data.
Com opção de publicação, deixo ao v/critério
Abraço
João Gouveia

********************

Natal, guerra e mortes

Está a fazer anos que a CART 2732 sofreu a mais sangrenta emboscada das muitas que enfrentou e travou na Guiné. Foi a 6 de dezembro de 1971, no percurso entre Mansoa e Mansabá – zona de Mamboncó –, conhecido pelo “corredor da morte”, que o inimigo infligiu um ataque arrasador cujo poderio esteve à beira de causar um massacre sem precedentes.

Mal começou o ataque, o inimigo operou de uma forma tão rápida e com uma frente de tal modo poderosa que nós reagimos, sem nada ver, enquanto os guerrilheiros do PAIGC sabiam onde estávamos. Rapidamente ficámos em desvantagem, apesar da nossa pronta reação, um tanto às-cegas. Foram intensos momentos (20 minutos!) debaixo de fogo.

É das poucas imagens que retenho da guerra na Guiné: Ao meu lado, vi o José do Espírito Santo Barbosa (Soldado atirador) e o José Manuel Vieira (1.º Cabo atirador), deitados na vala em gemidos dolorosos. Atrás de mim, um jovem negro que tinha pedido boleia em Mansoa, jorrava sangue pela cara com olhar de terror. De relance vi um carro a arder. Naquele pedaço de vala só eu estava 100 % vivo! Utilizei todas as cartucheiras e fiquei em balas. Os “turras” continuavam a metralhar. Pela primeira vez na vida ocorreu-me a imagem da morte. Tive consciência da vantagem do inimigo sobre nós. A G3 e a granada não eram suficientes para vencer cerca de 50 guerrilheiros conhecedores da “zona” e bem equipados, com Kalashnikov's, granadas, morteiros e rocket´s. Tenho também a impressão que foram os “Fiat´s”, aviões caça bombardeiros, que nos salvaram de um massacre mais avassalador. Com a chegada dos “Fiat´s”, o inimigo recuou, fugiu, e nós deixamos de estar debaixo do fogo mortal.

Tivemos sorte? Vim a saber, pelo blogue da Cart 2732, que as NT (Nossas Tropas), num balanço final, sofreram: 2 mortos, 11 feridos graves e 8 feridos ligeiros, bem como dois carros (Unimog’s) destruídos. Milagre para um cenário reconhecidamente superior do inimigo. Fomos heróis!? Os anjos vieram do céu com o nome de “Fiat´s”.

NB: Em Agosto de 1971, vim de férias à Madeira, na mesma data veio o camarada Barbosa. Saímos de Bissau para Lisboa, na capital fomos à Feira Popular, e na manhã do dia seguinte viajamos para o Funchal. No regresso encontrámo-nos no Aeroporto da Madeira… foi a última vez que viu-o a receber abraços de familiares. Cerca de quatro meses depois morria em combate. Foi louvado… Para nada! Foi mais uma vítima da guerra na quadra natalícia. Ele, Barbosa, que pretendia emigrar para o estrangeiro.

UM SANTO NATAL PARA TODOS
Abraço,
João Gouveia
____________

Notas do editor:

Soldado Atirador Manuel Vieira, em primeiro plano, de pé, morto na emboscada de 6 de Dezembro de 1971.

José do Espírito Santo Barbosa, Soldado Atirador, morreu em 14 de Dezembro de 1971, no HM 241 de Bissau, vítima de ferimentos recebidos em combate no dia 6 de Dezembro.

- Vd. postes:

P37 - As nossas datas (4): Lembrando o nosso camarada Manuel Vieira, falecido no dia 6 de Dezembro de 1971
e
P38 - As nossas datas (5): Lembrando o nosso camarada José do Espírito Santo Barbosa, falecido no dia 14 de Dezembro de 1971

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

P57 - Notícias dos nossos camaradas (8): João Gouveia, ex-1.º Cabo da 2.ª Secção do 3.º Pelotão

Mensagem do nosso camarada João Gouveia, na foto à direita, (ex-1.º Cabo da 2.ª Secção do 3.º Pelotão da nossa CART 2732) enviada ao nosso blogue em 27 de Novembro último:

Boa tarde. Breve notícia.
Cordiais saudações
Abraço
João Gouveia


CART 2732 NO ENCONTRO DO “M.M.M.”

Os militares madeirenses que combateram no ex-ultramar português estão a fortalecer laços de solidariedade e confraternização. Todos de todas as companhias mobilizadas para as guerras na Índia (Goa, Damão e Diu), em África (Angola, Moçambique e Guiné-Bissau), assim como em Timor-Leste, são convidados a participar nas cerimónias que terminam com um almoço convívio na zona oeste da Ilha (Calheta).

As inscrições terminam no dia 30 (sexta-feira) e o XVIII Encontro decorre no dia 2 de Dezembro (domingo). Está confirmada a presença de militares que integraram a CART 2732, (Companhia de Artilharia), cuja missão na Guiné-Bissau decorreu entre 1970/1972.

Dado que a CART 2732 incorporou militares de Portugal continental, na sua maioria pertencentes aos quadros de sargentos e oficiais, a sua participação neste evento está profundamente legitimada, bem como os seus familiares. Neste como em todos os eventos promovidos pelo M.M.M. (Movimento Militar Madeirense), a CART 2732 nunca deixará de participar.
Contacto: 968 041 678.

terça-feira, 7 de agosto de 2018

P56 - Notícias dos nossos camaradas (7): João Gouveia, ex-1.º Cabo da 2.ª Secção do 3.º Pelotão

Mensagem do nosso camarada João Gouveia, na foto à direita, (ex-1.º Cabo da 2.ª Secção do 3.º Pelotão da nossa CART 2732) enviada ao nosso blogue em 2 de Agosto último:

Caros amigos:

Primeira frase: “BOM RANCHO” para os camaradas da 2732 que vão poder estar na capital do norte da Madeira, a nobre vila de São Vicente.

Segunda frase: “TEMPO PASSADO NO PRESENTE” porque todo o passado está sempre presente nas nossas vidas, não há que olvidar.

Terceira frase: “JUVENTUDE VALENTE” pela maneira como encarámos e suportámos a extrema violência de uma guerra em terreno desconhecido e hostil.

Caros amigos, inesquecíveis, desde há alguns anos que estou a viver e em actividade profissional fora da Madeira: Bélgica, França, Espanha e Portugal (Continente). 
Na Madeira, até 2006, fui jornalista no Jornal da Madeira, ao mesmo tempo que era correspondente dalgumas publicações editadas no exterior. O tempo passa e chegamos aos 70 (sem aspas) como se os anos não passassem por nós.

A “guerra” não é ficção para quem esteve na Guiné, para jovens que sentiram a morte por perto, ouviram as metralhadoras do inimigo a dispararem na nossa direcção, que nós (2732), vimos colegas morrer, outros gravemente feridos, carros a arder, emboscadas mortais e ataques ao quartel que nos ponham entra e a vida e a morte.

É verdade, o tempo passa mas os cenários ficam.

Não podendo estar presente no convívio, por razões profissionais, faço votos que tenham uma jornada de boa amizade, confraternização e partilha de intermináveis recordações que a guerra em todos deixou.

GRANDE ABRAÇO e que tenham o melhor que a vida ainda tem para nos dar! 

Até sempre.
João Gouveia (João Godim)
____________

Comentário de CV:

Caro João Gouveia, muito obrigado pelo teu contacto.

Não sei se sabias da existência deste Blogue dedicado aos valorosos combatentes da CART 2732, que foi criado pelo Inácio Silva que por sua vez me convidou a, dentro do possível, mantê-lo vivo e actualizado.

Julgo que estás a viver no continente pelo que poderias ter estado connosco no passado dia 17 de Junho em Fátima, num convívio que juntou alguma malta que vive no continente. Podes ver as fotos a partir do link na aba do blogue.

Vamos ficar com o teu endereço para futuros contactos.

Já acedi ao teu blogue, muito interessante, para o qual acrescentei o link na nossa página.

Deixo-te um abraço e os votos de excelente saúde.
Carlos Vinhal
____________

segunda-feira, 25 de junho de 2018

P55 - Reportagem fotográfica do Almoço/Convívio do pessoal da nossa CART 2732, levado a efeito, com organização dos nossos camaradas João Malhão e Reis Pedro, no passado dia 17 de Junho de 2018, em Minde (Fátima)

Foto de família dos participantes no Convívio, de 2018, do pessoal da CART 2732 e seus familiares
 
Graças ao esforço dos nossos camaradas João Malhão e Reis Pedro, no passado dia 17 de Junho concretizou-se mais um convívio do pessoal da nossa CART 2732, e respectivas famílias, desta vez em Minde (Fátima).

Um belo recanto da Quinta D. Nuno onde decorreu o Convívio

Os madrugadores: Ex-Alf Mil Casal; ex-Alf Mil Bento: ex-Cap Art Carlos Abreu (ex-CMDT do COP 6); ex-Sold Condutor Azevedo; ex-Fur Mil Mec Auto Dias e ex-Sold Condutor Dores.

Localizado mesmo a tempo de poder participar pela primeira vez em convívios da CART 2732, o nosso inesquecível Furriel Enfermeiro Marques

Já mais próximo da hora de almoço estão nas fotos: o Ex-Fur Mil CMD Mendonça e família; o ex-Fur Mil Ismael Santos e esposa; o ex-Cap Mil Jorge Picado e o ex-Alf Mil Francisco Baptista

E eis que chega o nosso operador de Transmissões, João Malhão, com a notícia de que a Operação não podia ser abortada. O almoço estava por minutos.

Os laços de amizade também se estendem aos familiares. Aqui a Isabel, esposa do Ornelas, com o Manuel Casal, visivelmente regozijados pelo reencontro.

Três ex-furriéis da CART 2732: Carneiro, Lourenço e Mendonça

Mesmo na sombra são bonitas as nossas bajudas

Carneiro, Dias, Dores e Azevedo

 Jorge Picado e Francisco Baptista

Ornelas e Marques

Reis Pedro, um dos organizadores do Convívio, falando com a esposa do Carneiro que aparece na foto momentaneamente distraído

Uns sorrisos bonitos das companheiras do Vinhal, Ornelas e Inácio, respectivamente. De lado, a esposa do Casal

O ex-Cap Mil Jorge Picado abraça os seus ex-Alferes, Bento e Casal. Ao lado o ex-Alferes Baptista que veio posteriormente para a Companhia

O Mendonça, que passou pouco tempo na CART 2732, por ser ferido em combate e ter sido evacuado, fala com o Fonseca, quem sabe se disso mesmo.

Mesa da Presidência: Marques, Reis Pedro, João Malhão e Manuel Casal

Mesa da Presidência: à direita, o senhor General Artur Neves Pina Monteiro, até há pouco tempo Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas, que se fez acompanhar de sua esposa, também na foto, deu-nos a honra de presidir ao Convívio da CART 2732.

O senhor Coronel Carlos Abreu, à esquerda, em conversa com o senhor General Pina Monteiro




A mesa das nossas esposas

Nesta mesa: Vinhal, Carneiro, Ismael Santos, Mendonça e Fonseca...

... Dias e Ornelas...

... Fonseca, Lourenço, Dores e Azevedo

Nesta foto, onde lamentavelmente faltam o João Malhão e o Reis Pedro, ocupados a fazer contas no restaurante, e o Marques, em parte incerta, estão: fila superior: Carneiro, Azevedo, Ezequiel Filipe e Bento; fila do meio: General Pina Monteiro, Dias, Ismael Santos, Francisco Baptista, Manuel Casal, Coronel Carlos Abreu, Jorge Picado e Mendonça; fila de baixo: Ornelas, Dores, Inácio Silva, Lourenço, Matos, Fonseca e Vinhal

Aqui estão as nossas meninas, muitas delas já namoradas ou esposas no tempo da guerra

Entretanto chegado junto das Forças em Parada, o camarada Malhão, visivelmente emocionado, agradece a participação dos presentes.

Aqui fica, para memória futura, o devido destaque a estes dois camaradas que pensaram e levaram a efeito este Convívio. Muito obrigado, Pedro e Malhão.

Quem sabe, se lembrando os 50 anos do nosso embarque com destino à Guiné, que ocorre em 13 de Abril de 2020, nos voltemos a encontrar, desta vez no Funchal, de onde partimos no longínquo ano de 1970 para a nossa aventura africana.
____________

Fotos e legendagem: Carlos Vinhal
____________

sábado, 12 de maio de 2018

P54 - Almoço/Convívio do Pessoal do Continente da CART 2732, a levar a efeito no próximo dia 17 de Junho de 2018, no Restaurante D. Nuno, Estrada de Nine, em Fátima

Arruda dos Vinhos, Janeiro de 2009


Os nossos camaradas de Armas, João MALHÃO Gonçalves e José REIS PEDRO estão a organizar um Almoço/Convívio do Pessoal da nossa CART 2732.

Camaradas Continentais e Madeirenses que se queiram associar a este evento, podem inscrever-se para os telemóveis 914 291 801 e 914 660 548.

Se bem nos lembrarmos, no Continente é a segunda vez que se vai levar a efeito uma reunião de Combatentes e familiares da nossa Companhia o que é manifestamente pouco. Há Unidades Militares que se reúnem regularmente, tendo já entre os frequentadores familiares de terceira geração, os seus netos.

Poucos mais anos teremos pela frente, alguns de nós até já partiram, pelo que não devemos perder as oportunidades que surgem para nos reunirmos e lembrarmos momentos únicos da nossa vida. Bons ou maus, fizeram parte da nossa juventude, com certeza que nos marcaram indelevelmente.

Aqui fica o Convite, apareçam.

Para todos os meus votos de que estejam bem.
Carlos Vinhal

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

P53 - A Petição dos Combatentes da Guerra do Ultramar, iniciativa do Administrador deste Blogue, Inácio Silva, vai ser discutida no Plenário da Assembleia da República no próximo dia 31 de Janeiro de 2018



Mensagem recebida pelo camarada Inácio Silva, a propósito da Petição Pública dos Combatentes, sua iniciativa do ano de 2011:

De: Petições
Enviado: 18 de janeiro de 2018 15:01
Assunto: Agendamento da Apreciação em Reunião Plenária da Petição n.º 309/XIII/2ª

Exmo. Senhor Inácio Rodrigues da Silva,
Encarrega-me Sua Excelência o Presidente da Assembleia da República de informar V. Exa. de que, na sequência da Conferência de Líderes realizada no passado dia ontem, foi deliberado agendar a apreciação da Petição n.º 309/XIII/2ª na reunião plenária do dia 31 de janeiro, a partir das 15 horas.

Neste sentido, a Assembleia da República tem o gosto de o convidar a assistir ao debate em causa, solicitando que nos façam chegar com a máxima brevidade possível a identificação das pessoas que os acompanharão.
Tendo em conta as limitações de espaço existente e o facto de, nos termos do Regimento da Assembleia da República, as reuniões plenárias serem públicas, solicitamos que uma possível delegação não ultrapasse o número máximo de 10 pessoas.

O acesso às galerias da Sala das Sessões processa-se pela porta da Praça de S. Bento (porta lateral do Palácio de S. Bento), à qual se devem dirigir no dia indicado com relativa antecedência.
Ao chegarem, não será necessário aguardar na fila. Depois de passarem pelo pórtico de raio X, devem dirigir-se ao funcionário que procede à acreditação dos visitantes e identificar-se (através de documento próprio), mencionando ainda que vêm assistir à reunião plenária na qualidade de peticionários ou seus representantes, aguardando, então, que vos acompanhem à galeria destinada para o efeito.

É aconselhável que os visitantes não tragam volumes ou objetos pessoais como sacos, mochilas, máquinas fotográficas ou telemóveis.
Caso transportem consigo estes objetos, os procedimentos de segurança à entrada serão mais demorados, visto que será necessário guardá-los.

Finalmente, salientamos que, para além da delegação, outros peticionários poderão vir assistir ao debate em reunião plenária, ainda que, nesse caso, o acesso às galerias se faça de acordo com o procedimento comum, ou seja, por ordem de chegada e enquanto a capacidade das mesmas o permitir.

Com os melhores cumprimentos,
João Silva
Técnico de Apoio Parlamentar
Divisão de Apoio às Comissões

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

P52 - Petição Pública dos ex-combatentes enviada para o Ministro da Defesa Nacional e envio do Relatório para o Presidente da Assembleia da República para agendamento da discussão em Plenário

Publica-se o ofício que recebi ontem da Assembleia da República, com o Relatório Final da Comissão de Defesa Nacional, a propósito da Petição que coloquei no site "Petição Pública.

Na última folha, para além de estar referido o envio da Petição para o Ministro da Defesa Nacional, está, também, referido o envio do Relatório para o Presidente da Assembleia da República, para agendamento da discussão em Plenário.

Aquando da discussão na Assembleia da República, gostaria que estivessem presentes alguns camaradas nossos, se possível, de todos os ramos das Forças Armadas.

Ofício e Relatório Final da Comissão de Defesa Nacional

Os meus sinceros agradecimentos.
Inácio Silva



Inácio Silva
____________

sábado, 27 de dezembro de 2014

P51 - Notícia do falecimento do nosso camarada Gardete Correia (1948-2014), o Furriel Correia do 3.º Pelotão da CART 2732

Em contacto telefónico de há momentos, o camarada Reis Pedro deu-me a triste notícia do falecimento, no passado dia 6 de Novembro, do Furriel Gardete Correia do 3.º Pelotão, que era comandado pelo Alferes Bento. Como se devem lembrar, faziam ainda parte deste Pelotão o Furriel Nunes e eu próprio.

À família enlutada endereçamos os nossos mais sentidos pêsames.

Em preito de homenagem publicam-se algumas fotos que lembram o nosso malogrado camarada Correia

Funchal - Madeira - 1970 - Na Fortificação do Palheiro Ferreira - Cabos Milicianos Nunes, Correia e Vinhal

Funchal - Madeira - GAG-2 - 07ABR70 - Junto Memorial, entretanto derrubado, que perpetuava as Unidades ali Mobilizadas para o Ultramar: Cabos Milicianos Nunes, Vinhal e Correia

Guiné - Mansabá - 02JUL70 - Junto a um obus: Fur Mil TRMS Lorenço, Fur Mil At Correia, Fur Mil Enf.º Marques e Fur Mil At Vinhal

Guiné - Mansabá - 13ABR71 - Dia de paródia. Em cima: Furs Mils Nunes e Correia; em baixo: Fur Mil Vinhal e Alf Mil Bento, todos do 3.º Pelotão/CART 2732

Guiné - Mansabá - Furs Mils Vinhal, Costa, Correia e Fonseca

Guiné - Mansabá - Uma equipa de futebol da CART 2732 - 3.º de pé, a partir da esquerda o ex-Fur Mil Correia

Arruda dos Vinhos, casa do nosso camarada e amigo Reis Pedro - 18JAN2009 - Gardete Correia (de frente) em conversa com o Dias (de costas), ex-Fur Mil Mec da CART 2732

Arruda dos Vinhos - 18JAN2009 - O nosso camarada Gardete Correia (à esquerda com camisola clara) em amena conversa com camaradas que seguramente não via há muito anos.

Arruda dos Vinhos - 19JAN2009 - I Convívio da CART 2732 organizado no Continente - Foto de Família. 
Gardete Correia, na fila da frente, entre o ex-1.º Cabo Ap. Metralhadora Inácio Silva e o ex-Fur Mil Fonseca
____________

Carlos Vinhal
____________